Seções

Gabinete do Vice-Prefeito

27/09/2022 27/09/2022 17h53m

Estado e Prefeitura iniciam projeto que irá subsidiar obra de duplicação da Faixa Nova de Camobi


Marcelo Oliveira/PMSM

Empresa contratada pelo Estado realizará estudos ao longo de aproximadamente 9 quilômetros da rodovia e entregará documentos que farão parte da licitação da obra

Santa Maria viveu um dia histórico nesta terça-feira (27). No início da tarde, o governador Ranolfo Vieira Júnior e o prefeito em exercício Rodrigo Decimo assinaram a ordem de início dos levantatos para a duplicação da RSC-287, a Faixa Nova de Camobi. O contrato prevê a elaboração de toda a documentação que, posteriormente, subsidiará a licitação para a obra. A solenidade ocorreu em frente à sede do Corpo de Bombeiros Militar no Bairro Camobi, próximo à rótula de acesso à Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). 

Os estudos, que ficarão à cargo da empresa Engemin – Engenharia e Geologia, do Paraná, irão contemplar cerca de 9 quilômetros de rodovia, entre o trevo de acesso à Santa Maria e o entroncamento com as BRs 158 e 392. O prazo de conclusão dos levantamentos é de 12 meses. 

Rodrigo Decimo está envolvido com a busca pela duplicação da RSC-287 desde antes de ingressar na administração pública, quando ocupava presidência da Câmara de Comércio, Indústria e Serviços (Cacism), no final da década passada. Para ele, os estudos sobre a Faixa Nova chegam para complementar outra iniciativa do Estado: a duplicação da RSC-287 entre Santa Maria e Tabaí, já em andamento com a concessão para a empresa Rota de Santa Maria. Agora, os investimentos chegam ao trecho da rodovia que fica dentro do Município. 

“É um sonho que começa a se tornar realidade. No futuro, com a Faixa Nova duplicada, com certeza, traremos mais desenvolvimento para toda a Região Central e daremos mais qualidade de vida para quem mora aqui e quem nos visita. É um projeto ambicioso para desafogar o trânsito e elevar o patamar de Santa Maria entre as grandes cidades do Rio Grande do Sul”, afirmou Decimo. 

O investimento do Governo do Estado no contrato é de R$ 1.548.021,09. Além da duplicação, os estudos desenvolvidos pela empresa contratada são para avaliar as necessidades de passarelas, ruas laterais, ciclovias, entre outros dispositivos que possam melhorar a mobilidade urbana local. 

“É o primeiro passo concreto para tirarmos essa obra estruturante do papel. Não há como fazer uma obra sem projeto. Assim, depois da conclusão dos documentos, estaremos aptos para licitar a obra. Traremos mais segurança viária, tanto para motoristas quanto para pedestres”, explicou o governador. 

QUAL É A RESPONSABILIDADE DA EMPRESA CONTRATADA? 

A empresa entregará documentos que irão subsidiar a licitação para execução da obra. Entre eles, destacam-se estudos de tráfego, contagem de pedestres, estudos topográficos, estudos geológicos, sondagens e ensaios no solo, avaliação de pavimentos, projetos de terraplanagem, de drenagem, de pavimentação, de restauração de pavimento, de sinalização, de iluminação pública, de desapropriações, de pontes e/ou viadutos, estudo ambiental e orçamento

AUTORIDADES

Também acompanharam a cerimônia o prefeito licenciado, mesmo em férias, Jorge Pozzobom; o secretário de Logística e Transportes do Estado, Luiz Gustavo de Souza; o diretor-geral do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), Luciano Faustino;  o procurador-geral do Município, Guilherme Cortez; o presidente do Instituto de Planejamento (Iplan) de Santa Maria, Eduardo Mielke; os secretários Tiago Sanchotene, de Inovação e Tecnologia da Informação; Gilvan Ribeiro, de Esporte e Lazer; Thaise Moreira, adjunta de Comunicação; os vereadores Juliano Soares, Givago Ribeiro, Pablo Pacheco e Alexandre Vargas; representantes de órgãos de segurança com atuação no Município e lideranças empresariais.

Texto: Rafael Favero (Mtb: 20.291) 
Fotos: Marcelo Oliveira/PMSM
Secretaria Municipal de Comunicação
Prefeitura Municipal de Santa Maria

Fotos

Mais Notícias | Página Inicial